Artigos

LEANDRO MAZZINI Nossa equipe de opinião. Envie seu texto, ele pode sair nos nossos jornais.

Coluna Esplanada

Limpa federal O aumento do número de servidores federais expulsos dos cargos, por peculato e outros crimes, comprova tese do ex-AGU Medina Osório de que era fundamental fazer o cerco aos funcionários públicos – de vários órgãos – envolvidos na Lava Jato – mas ministros Palacianos enterraram a ideia. Em 2016, segundo a Controladoria Geral da [...]

Leandro Mazzini

Limpa federal
O aumento do número de servidores federais expulsos dos cargos, por peculato e outros crimes, comprova tese do ex-AGU Medina Osório de que era fundamental fazer o cerco aos funcionários públicos – de vários órgãos – envolvidos na Lava Jato – mas ministros Palacianos enterraram a ideia. Em 2016, segundo a Controladoria Geral da União, foram expulsos 550. Segundo a CGU, é número recorde desde 2003. De lá até hoje, foram demitidos 6.209 servidores federais de seus cargos por irregularidades comprovadas. Em 2015, foram 447 funcionários públicos para casa.
Vem mais
O número de expulsos seria muito maior se Temer tivesse dado aval para Medina abrir processos contra uma lista de centenas de envolvidos nas maracutaias lavajatianas.
Jobim
Um dos nomes de Michel Temer para o ministério da Justiça é o ex-ministro do STF Nelson Jobim. O indicado do PSDB é o advogado e deputado Carlos Sampaio (SP).
Quem decide
O líder do PMDB, Renan Calheiros (AL), tem lista com 30 nomes de cotados para o Ministério da Justiça, indicados por políticos e entidades classistas do Judiciário.
Os indicados
Ambos do PMDB, os deputados Osmar Serraglio (PR) e Rodrigo Pacheco (MG) são candidatos à vaga de ministro da Justiça. Serraglio quis eleição direta pós-Dilma
Lupa na UTI
O Conselho Regional de Medicina de São Paulo já investiga “prontuários, receitas, laudos e outros documentos” que supostamente tenham sido assinados pela reumatologista Gabriela Munhoz, 31 anos, que compôs a equipe médica que atendeu a ex-primeira dama Marisa Letícia no Sírio Libanês.
Diagnóstico
Ainda de acordo com o órgão, “Se, durante a fase de sindicância forem constatados indícios de infração ética, que consiste no descumprimento de algum artigo do Código de Ética Médica, passa-se à segunda fase: a instauração do processo ético-profissional”.
Memória
Caso opte por nomear um deputado para a vaga de ministro da Justiça, Temer fará algo que não acontece há 16 anos. O último parlamentar a se licenciar para fazer o mesmo foi o tucano Aloysio Nunes, em 2001, quando era deputado eleito por São Paulo.
No ar
Decreto do Planalto autorizou a alteração de nomes no comando da TV Tropical (retransmissora Record) de Natal. É o senador Agripino Maia mexendo na herança
#Rastreamento
Os Correios alertam os cidadãos que tiveram suas mercadorias extraviadas para contatarem os telefones 3003-0100 (Capitais e Regiões Metropolitanas); 0800-7257282 (Demais cidades). Há uma onda de assaltos aos veículos – em especial no Rio.
Mudo
O Uniceub nega que haverá palestra de Jair Bolsonaro  semana que vem, apesar de ter sido amplamente divulgado em folder virtual por organizadores.
Água no óleo
A assessoria da refinaria de Manguinhos insiste em apontar supostos equívocos da Coluna na citação dos autos de infrações da Secretaria de Fazenda do Estado do Rio contra a empresa. Repetimos: o valor hoje está em R$ 63,98 milhões!. A refinaria rebate, acusa perseguição de concorrentes, e tenta derrubar a cobrança na justiça.
El cabeza
Presidente bilionário do Paraguai, Horácio Cartes comprou três hotéis de luxo em Assuncion: Sheraton, Hilton e Dazzler. Além de canais de TV e um jornal.
Ponto Final
Saiu cedo essa biografia do Eike Batista há anos nas livrarias, não!?

Leave a Reply

Serão rejeitadas mensagens que desrespeitem a lei, apresentem linguagem ou material obsceno ou ofensivo, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do d24am.com. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores.